segunda-feira, 29 de junho de 2009

O alfaiate

- Como são alegres os jovens. Riem ao conviver, riem ao contar e ao ouvir contar, riem ao olhar o futuro…
Assim falava o velho alfaiate para a morte ali ao lado, de cotovelos descarnados apoiados no balcão.

domingo, 28 de junho de 2009

A casa

Mesmo contra a vontade do dono, a casa de cinco assoalhadas decidiu mudar de morada, pois já não reconhecia o bairro da sua infância.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Montaria

Oito javalis juntaram-se para a primeira batida da época. Untaram-se de banha humana e armaram-se de paciência. A espera foi nervosa, pois a presa farejava ao longe e conhecia bem os esconderijos da mata.
Mal um dos javardos viu o bípede passar assustado e coberto de lama, foi dado o sinal de partida para a ansiada montaria ao caçador.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Conversa babada

- Já espreitaste o meu babyblog?
- Já, o teu piolhinho é mesmo queriducho.
- Então e a tua pulguinha? É a coisinha mais fofa que já vi.
E um fio de baba escorre pelas camisas de dormir da puérpera e da lactante.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

11º mandamento

Não levarás demasiado a sério os 10 mandamentos anteriores.

terça-feira, 23 de junho de 2009

O nano-Hulk

Era um Hulk em tamanho reduzido, um super-herói de bolso.
Quando se irritava, cresciam-lhe os músculos e ficava verde de raiva, mas o máximo que conseguia destruir era uma trotineta.

domingo, 21 de junho de 2009

O prato do rei

O preste da cozinha ia buscar o prato à dispensa e passava-o ao moço da câmara, que o trazia para o salão, onde o uchão d´el-rei o fazia chegar ao trinchante, que cortava a carne e passava o prato ao mestre-sala, que o servia ao soberano.
Um dia, durante a refeição, o rei foi acometido por um ataque fatal.
O regente mandou executar os cinco oficiais da mesa do rei, sob a acusação de envenenamento.
A bactéria culpada continuou a andar por ali.

sábado, 20 de junho de 2009

Rendez-vous

Vindo de uma corrida de sacos, o homem chegou ao cruzamento marcado.
- Bom dia! - disse o homem.
- G´ day! - respondeu o canguru.
E partiram os dois a saltitar.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Três pensamentos sequenciais do amante escondido no armário

1. E o mundo tão grande lá fora!
2. Será esta a antecâmara da morte?
3. Já estou a ficar com fome.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Ortografia

O folheto de divulgação da conferência nacional de ortografia continha cinco erros de pontuação, três erros gramaticais e um erro de sintaxe.
A organização argumentou que se tratava de exemplos.

Coisas em que acreditava quando era criança (VIII)

Que as starlets de cinema, quando iam à casa de banho, só faziam flores.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Air guitar

Armando Neves, da Chamusca, foi o grande vencedor do 1º concurso nacional de air guitar, graças a uma perfeita imitação de Jimi Hendrix e Angus Young, dos AC/DC.
O factor decisivo para a escolha do júri foi o ataque epiléptico que acometeu Armando Neves durante a sua actuação.

terça-feira, 16 de junho de 2009

11 de Setembro

A 11 de Setembro de 2003 não aconteceu nada de especial.

Lição de história

- Sabes quem foi o Humberto Delgado, minha?
- Não.
- Foi o gajo que orientou aquela cena, topas? Orientou aquela cena toda e depois patinou.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Hollywoodesco

Os clássicos de Hollywood eram tão desprovidos de rigor histórico que o braço direito do Spartacus era um activista da Amnistia Internacional e o braço esquerdo do Ivanhoe ostentava um relógio digital Casio.

Coisas em que acreditava quando era criança (VII)

Que o Salvação Barreto tinha mesmo partido o pescoço ao toiro do “Quo vadis”.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

O castanheiro

Em visita à terra natal, após décadas de ausência, deitou-se à sombra do seu castanheiro de infância, palha na boca e pés descalços.
Fechou os olhos por um minuto. Quando os abriu, teve a sensação de que a velha árvore tinha crescido. Depois, olhou para as próprias pernas e constatou, estupefacto, que terminavam nuns pezinhos de criança.

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Espaço 1999

Comia-se tão mal na Base Lunar Alfa, que um dia a Maya teve de se transformar em Chefe Michel.
Mas foi sol de pouca dura. Desagradada com as suas novas bochechas, regressou à forma original, perante os inflamados protestos do pessoal da base.

terça-feira, 9 de junho de 2009

Impressões nasais

No registo civil, o esquimó recusou-se a apor as impressões digitais, pois era com o nariz que cumprimentava.

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Playmobil

A Playmobil informou que a caixa mais vendida da marca é o Triângulo de Weimar, bem à frente do coliseu romano e do navio pirata. Com as figurinhas dos ministros Roland Dumas, Hans-Dietrich Gensher e Skubiszewsky, os meninos podem assinar convénios e concertar alianças ao mais alto nível, dando largas às suas fantasias geoestratégicas.

domingo, 7 de junho de 2009

Na albufeira

Com os tios entretidos a namorar, o miúdo foi-se afastando da margem até perder as forças. Quando começava a afogar-se, sentiu uma mão a puxá-lo.
Era Jesus que por ali andava a caminhar sobre as águas.
Salvo o filhote de Deus, o Filho Unigénito do dito recomendou atenção aos tios e catequese ao miúdo. Depois voltou à sua vida, que já se fazia tarde e não gostava nada de caminhar sobre as águas durante a noite.

Coisas em que acreditava quando era criança (VI)

Que os tríceps do Popeye eram verdadeiros e as barbas do Fidel Castro postiças.

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Vaca sagrada

Ninguém se atrevia a tocar na mulher do Presidente da Câmara sempre que caía bêbeda na via pública, atrapalhando o trânsito.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Cadeia alimentar

O rato-do-campo come a larva. A coruja come o rato-do-campo. A doninha come a coruja. A gineta come a doninha. O lobo come a gineta. O homem come o lobo. A larva come o homem.

Constipação temperamental

Embora frígida, fervia em pouca água.

terça-feira, 2 de junho de 2009

Parecenças

A bebé tinha os olhinhos da mãe, o narizinho da avó, a orelhinha direita do pai e a orelhinha esquerda do ajudante da mercearia da esquina.

Coisas em que acreditava quando era criança (V)

Que os economistas e homens de finanças nasciam já adultos.

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Última recta

Final olímpica dos dez mil metros.
À entrada da última recta, o atleta etíope, fugido desde o primeiro quilómetro, mantém sessenta metros de avanço sobre o perseguidor português. De repente, a meio da recta, começa a coxear. Num impulso de generosidade, o português abranda para lhe oferecer a merecida vitória.
Como uma flecha, o alemão ultrapassa-os em cima da meta.